Prazos de atendimento eletivo durante o pico da pandemia de COVID-19

postado em: Blog | 0

Como ficam os prazos para consultas e procedimentos eletivos durante esse momento delicado que estamos vivendo?

Infelizmente, as equipes médicas e de apoio estão sobrecarregadas e a quantidade de profissionais disponíveis é limitada, pois muitos desses verdadeiros heróis perderam as suas próprias vidas para cuidar das nossas. Além disso, temos superlotação de hospitais e falta de leitos de UTI para tratamento de casos de Covid e de outras doenças.

Por isso os planos de saúde e o SUS estão priorizando os atendimentos de emergência e fazendo todos os esforços possíveis para salvar vidas.

Nesse sentido, as consultas, exames e internações eletivas podem levar mais tempo para serem liberados. De qualquer forma, os planos de saúde estão trabalhando duro para conseguir atender nos prazos estipulado pela ANS.

Prazos máximos de atendimento segundo a ANS

Confira abaixo os prazos:

  • Consulta básica – pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia
    • 7 (sete) dias úteis
  • Consulta nas demais especialidades
    • 14 (catorze) dias úteis
  • Consulta/ sessão com fonoaudiólogo
    • 10 (dez) dias úteis
  • Consulta/ sessão com nutricionista
    • 10 (dez) dias úteis
  • Consulta/ sessão com psicólogo
    • 10 (dez) dias úteis
  • Consulta/ sessão com terapeuta ocupacional
    • 10 (dez) dias úteis
  • Consulta/ sessão com fisioterapeuta
    • 10 (dez) dias úteis
  • Consulta e procedimentos realizados em consultório/clínica com cirurgião-dentista
    • 07 (sete) dias úteis
  • Serviços de diagnóstico por laboratório de análises clínicas em regime ambulatorial
    • 03 (três) dias úteis
  • Demais serviços de diagnóstico e terapia em regime ambulatorial 
    • 10 (dez) dias úteis
  • Procedimentos de alta complexidade (PAC)
    • 21 (vinte e um) dias úteis
  • Atendimento em regime de hospital-dia
    • 10 (dez) dias úteis
  • Atendimento em regime de internação eletiva
    • 21 (vinte e um) dias úteis
  • Urgência e emergência
    • Imediato

Portanto, caso precise de atendimento médico, se for possível e não seja urgente, utilize também os canais virtuais de telemedicina. Ao preferir o atendimento presencial, converse com o seu médico sobre a gravidade do seu caso e avalie junto com ele a melhor forma de agir, diante do contexto a que estamos expostos.

Porém, não deixe de cuidar da sua saúde. Fique atento aos sintomas e procures sempre orientação médica profissional.

Além disso, conte com a ajuda da nossa equipe para fazer a mediação com o seu plano de saúde, caso encontre alguma dificuldade.

Fonte: Prazos máximos de atendimento (ANS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *